Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 12 de junho de 2017

«Escaparate de Utilidades»
Fixador de cabelo Fixina

Revista "Vida Mundial Ilustrada", 29 de Junho 1944


segunda-feira, 5 de junho de 2017

«Escaparate de Utilidades»
Truca, anti-percevejos

Jornal "Os Sports", 11 de Junho de 1943

domingo, 4 de junho de 2017

«D-Day Festival»
De Saint-Mère-Église a Point du Hoc


Viaturas dos anos quarenta restauradas estacionadas em Saint-Mère-Église.



Vestígios dos bunkers alemães em Point du Hoc. 
Estes abrigos acolheram canhões de grande envergadura 
até dias antes da invasão. 
Foram tomados por Rangers americanos 
que acreditavam que as armas ainda ali se encontravam. 

António Fragoeiro e Cláudia Ribeiro acompanham entre os dias 30 de Maio e 3 de Junho o "D-Day Festival" que decorre na Normandia para lembrar os desembarques dos aliados em Junho de 1944. Sempre que possível deixam no Aterrem em Portugal! notas sobre a sua viagem...

«D-Day Festival»
O cemitério americano na Normandia

O Cemitério Americano na Normandia, localizado em Colleville-sur- Mer, foi construído em 1956 e acolhe os corpos de cerca de 9300 militares americanos, recordando -se ainda os nomes de mais de 1500 desaparecidos.




António Fragoeiro e Cláudia Ribeiro acompanham entre os dias 30 de Maio e 3 de Junho o "D-Day Festival" que decorre na Normandia para lembrar os desembarques dos aliados em Junho de 1944. Sempre que possível deixam no Aterrem em Portugal! notas sobre a sua viagem...

sábado, 3 de junho de 2017

«D-Day Festival»
Porque o Dia Mais Longo também foi morte

O número de baixas - mortos, feridos, prisioneiros e desaparecidos - durante o Dia D e nas semanas seguintes, naquilo que ficou conhecido como a Batalha da Normandia, ainda são assunto de discussão entre os especialistas.

Durante anos referiram-se cerca de dez mil baixas entre os aliados no dia 6 de Junho, dos quais cerca de 2500 eram mortos. Há alguns anos foi feito um trabalho mais apurado, unidade a unidade, que fez subir o número de óbitos entre os aliados para cerca de 4400. Entre os alemães as baixas no dia do desembarque são mais difíceis de calcular devido à confusão que se instalou nos dias seguintes, mas os números apontam para quatro a nove mil homens.

No final da Batalha da Normandia, que começou a 6 de Junho e se prolongou até meio de Julho, este número cresceu de forma substancial calculando-se o número de baixas em 120 mil para os aliados e 113 mil para os alemães.



Cemitério Alemão de La Cambe. Um dos seis cemitérios de guerra 
alemães que existem na Normandia. 
Mais de 21 mil militares estão aqui sepultados.


Sinais dos combates no interior do Castelo de Caen.

António Fragoeiro e Cláudia Ribeiro acompanham entre os dias 30 de Maio e 3 de Junho o "D-Day Festival" que decorre na Normandia para lembrar os desembarques dos aliados em Junho de 1944. Sempre que possível deixam no Aterrem em Portugal! notas sobre a sua viagem...

sexta-feira, 2 de junho de 2017

«D-Day Festival»
Por Utah Beach

Utah beach foi o nome de código dado às praias que se encontram na zona de Poupeville, na Península de Contentin. Tratou-se de um alvo atribuído às forças americanas e integrava-se num plano mais vasto que pretendia tornar a península uma zona aliada evitando a chegada de reforços alemães.

Para além das forças desembarcadas foram também lançados cerca de 14 mil paraquedistas atrás das linhas - os combates em Saint- Mère- Eglise fizeram parte deste assalto. Os aliados perderam nos combates que se seguiram cerca de 2400 homens. O número de baixas alemãs não são conhecidas.

Monumento que recorda os mortos da 1ª Brigada Especial 
de Engenharia do Exército Americano.

Memorial americano que recorda os 
que combateram em Utah Beach.


Aspectos de Utah Beach.



Diversas vistas dos bunkers alemães que alojavam as baterias navais 
de Azeville, também localizadas na Península de Contentin.

António Fragoeiro e Cláudia Ribeiro acompanham entre os dias 30 de Maio e 3 de Junho o "D-Day Festival" que decorre na Normandia para lembrar os desembarques dos aliados em Junho de 1944. Sempre que possível deixam no Aterrem em Portugal! notas sobre a sua viagem...

quinta-feira, 1 de junho de 2017

«D-Day Festival»
Pelas memórias do desembarque

Com a aproximação da data que recorda os 73 anos do desembarque encontra-se um número crescente de pessoas que estão na Normandia para assistir às cerimónias desse dia. Para além dos testemunhos silenciosos que se mantêm nas praias e nos locais onde ficaram após a invasão, podem também encontrar-se muitas viaturas recuperadas por entusiastas...

Jipes americanos restaurados em Longues-Sur-Mer.


Viaturas americanas restauradas dos anos 40 em Saint-Mère-Église.


Vistas exteriores de bunkers com baterias de artilharia alemãs 
em Longue-Sur-Mer.

Interior de um bunker com bateria em Longue-Sur-Mer.


Restos dos pontões aliados que após a invasão serviram 
como porto artificial para assegurar o abastecimento 
das tropas que avançavam pela Normandia. 
Estes vestígios podem encontrar-se em Arromanches.


Vistas da praia de Arromanches. Aqui não se registaram desembarques 
porque os aliados queriam manter as infraestruturas intactas 
para as poderem utilizar quando instalassem os pontões .

 
Igreja de Saint-Mère-Église. No topo encontra-se um paraquedas 
para homenagear os paraquedistas americanos que aqui aterram 
na madrugada de 6 de Junho de 1944.
Lavrava um intenso incêndio na localidade que iluminou 
os homens que vinham a descer, transformando-os 
em alvos para os alemães. Outros caíram no meio do fogo. 
John Steele, um militar americano, ficou pendurado no topo da igreja
 e fez-se de morto, enquanto os alemães atiravam contra os que caiam 
e os que ficavam presos nas árvores ou noutros edifícios. 
O paraquedas no topo da torre é um memorial 
aos que morreram nesse dia.
Memorial em Saint-Mère-Église aos paraquedistas americanos.

António Fragoeiro e Cláudia Ribeiro acompanham entre os dias 30 de Maio e 3 de Junho o "D-Day Festival" que decorre na Normandia para lembrar os desembarques dos aliados em Junho de 1944. Sempre que possível deixam no Aterrem em Portugal! notas sobre a sua viagem...