Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 16 de março de 2016

Judaica recorda a II Guerra Mundial

Regressa hoje, na sua quarta edição, a “Judaica - Mostra de Cinema e Cultura” que vai ter como palco Lisboa, Belmonte, Cascais e Castelo de Vide, com programação própria para cada uma das localidades e onde se podem encontrar diversos filmes relacionados com a temática do holocausto e da II Guerra mundial.Preparado está também um debate sobre refugiados, um tema actual que atravessa décadas.



A programação, que se estende até 8 de Maio, abre em Lisboa com a primeira exibição nacional do filme "Uma história de amor e trevas", de Natalie Portman, uma adaptação cinematográfica da autobiografia de Amos Oz.

Com ligação ao papel dos portugueses na II Guerra Mundial, a mostra irá exibir o filme "O cônsul desobediente - exílio em Portugal", um documentário com produção austríaca da realizadora Uli Jürgens, no qual descendentes de refugiados que foram salvos por Aristides de Sousa Mendes contam histórias da sua fuga, até Lisboa.

Ainda relacionada com a II guerra Mundial podemos encontrar o documentário "Filmes proibidos", de Felix Moeller que mostra uma recolha de filmes de propaganda nazi, cuja exibição pública continua a ser proibida na Alemanha.

Ainda sobre a temática nazi, será exibido "Todos os rostos têm um nome", também um documentário em que o realizador Magnus Gertten descobre e entrevista sobreviventes do Holocausto, que aparecem numa filmagem de 1945, no porto de Malmö, na Suécia.

E numa altura em que a Europa enfrenta uma crise de refugiados, a organização marcou um debate, para 18 de março, no qual Gertten participará com o alto-comissário para as Migrações, Pedro Calado, e o líder da Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), Rui Marques.

Será ainda exibido "Claude Lanzmann: Espectros da Shoah", de Adam Benzine, nomeado para os Óscares na categoria de Melhor Curta-Metragem Documental, obra que consiste numa espécie de 'making of' de "Shoah", filme com mais de nove horas de duração, que é unanimemente considerado a obra-prima do cinema sobre o Holocausto. A programação, que se estende até 08 de maio, incluirá também concertos, vendas temáticas e lançamento de livros, conferências e exposições.

A programação pode ser consultada aqui e pode também visitar o site da iniciativa.

Sem comentários:

Publicar um comentário