Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 15 de março de 2017

Livros...
Na Toca do Lobo

Larry Loftis faz o retrato biográfico de Dusko Popov, um dos mais importantes espiões da II Guerra Mundial, que passou diversas vezes por Lisboa e aqui contactou com amigos e agentes de ambos os lados.

Popov foi um espião duplo que, por exemplo, avisou os americanos do ataque a Pearl Harbour e foi peça central no esquema que enganou os alemães no Dia D em 1944. Foi um mulherengo e jogador inveterado que apontando como tendo servido de base ao mais conhecido espião do mundo ficcional: James Bond, o agente 007.


"Na toca do Lobo", de Larry Loftis.
Saiba mais AQUI.

Sinopse Oficial:

CASINO ESTORIL - MAIO DE 1941

O ambiente no casino estava ao rubro. Um misterioso jogador sérvio não dava qualquer hipótese aos seus adversários. Tratava-se de um agente duplo britânico, Dusko Popov, e o dinheiro que apostava pertencia aos súbditos de Sua Majestade. Ian Fleming, que alcançaria a fama enquanto escritor das aventuras do famoso agente secreto 007, assistia com interesse ao desenlace de tamanha proeza.

Desde muito cedo, Popov destaca-se como um rebelde playboy.
É expulso da escola preparatória de Londres e, mais tarde, preso e banido da Alemanha por fazer declarações desfavoráveis ao Terceiro Reich. Começa então a verdadeira aventura da sua vida ao transformar-se no mais charmoso e bem-sucedido dos espiões, servindo três poderosos mestres de guerra: Abwehr, MI5 e MI6 e FBI.

A 10 de agosto de 1941, os alemães enviaram Popov aos EUA para construir uma rede de espionagem e reunir informações sobre Pearl Harbor. Desiludido com J. Edgar Hoover, que ignorou os seus avisos sobre o interesse dos japoneses em Pearl Harbor, regressou à sede dos serviços alemães em Lisboa. Mantendo o jogo duplo, conseguiu ajudar o MI5 a lograr a Abwehr sobre a invasão do Dia D.

Sob a máscara de diplomata jugoslavo, viveu intensamente as mais perigosas aventuras e saiu ileso de todos os conflitos.
Na Toca do Lobo é um relato incrível de espionagem, mentiras e altos riscos. É uma história de subterfúgios e sedução, patriotismo e coragem. 

É a história de Dusko Popov - a inspiração para James Bond.

Carlos Guerreiro

Sem comentários:

Publicar um comentário