Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Formação sobre Figueira da Foz durante a II Guerra Mundial


O auditório municipal da Figueira a Foz acolhe amanhã, sábado 26 de maio, entre as 10h00 e as 17h30, uma acção de formação de curta duração que tem como tema «A Figueira da Foz durante a 2.ª Guerra Mundial: refugiados e "turistas acidentais"».

Entre os tópicos a discutir vão estar a paisagem social da Figueira da Foz balnear, dramaticamente marcada pela presença durante a 2.ª Guerra Mundial, dos refugiados que escapavam aos nazis. O legado da presença de refugiados na Figueira da Foz é parte integrante do Património Material e Imaterial da cidade e o elo de ligação com um dos mais importantes períodos da história mundial e com as vastas redes de conhecimento que sobre ela se vêm produzindo.

Esta acção de formação, que se insere na programação do Ano Europeu do Património Europeu, tem a duração de 6 horas, é dirigida a docentes de todos os graus de ensino e não docentes e tem como formadoras Irene Vaquinhas (professora catedrática do departamento de História, Estudos Europeus, Arqueologia e Artes da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra) e Cláudia Ninhos (investigadora integrada do CHAM – Centro de Humanidades da Universidade Nova de Lisboa).

As sessões são de entrada livre, abertas a toda a população e garantem certificação a professores mediante inscrição obrigatória AQUI.

Fica o essencial do programa:
 - 10h00 – 13h00: Irene Vaquinhas - A Figueira da Foz na rota da fuga das guerras: de praia peninsular a residência fixa (1936-1945) (sessão com visita guiada)

- 14h30 – 17h30: Cláudia Ninhos - Promoção da educação sobre o Holocausto na sala de aula: disciplinas, fontes, ferramentas e metodologias (sessão teórico-prática).

Para mais informações clique AQUI.

Sem comentários:

Publicar um comentário