Pesquisar neste blogue

terça-feira, 24 de abril de 2012

Grândola, vila morena noutros tempos

Abril é mês de se falar da Grândola, vila morena, símbolo da chamada revolução dos cravos nos idos de 1974.

 Através de uma colecção de postais, vamos fazer uma visita guiada pela Grândola dos anos 30 e 40.

A primeira vez que vi uma destas imagens foi em 2000 quando recebi correspondência de Don Howell.

Este navegador da RAF tinha chegado de forma atribulada, em Dezembro de 1944, quando o avião em que seguia para o Egipto, teve de aterrar de emergência perto da vila, depois de ter sido atacado sobre a baía da Biscaia por aparelhos alemães (ver “Ano novo atribulado de Don Howell”).

Enquanto esteve na cidade comprou um postal que mostrava a rua onde estava localizada a pensão onde passou uma noite.

Entre as cópias de fotos e documentos que ele me enviou encontrava-se também uma cópia desse postal.

Há algum tempo reencontrei por acaso a mesma imagem, acompanhada de outras da mesma série.

 Trata-se de uma colecção numerada e no conjunto falta pelo menos um dos postais.

 O postal com a Rua Jacinto Nunes foi o primeiro que conheci desta série. Não aparece na imagem, mas era nesta rua que se encontrava a pensão onde Don Howell e o resto da tripulação do Hudson ficou alojada.


 Praça de D. Jorge.


O Mercado Municipal.


Jardim Dr. Júlio do Rosário Costa.
 


A outra "face" destes postais. No local onde se coloca o selo existe uma numeração. Curiosamente os postais foram impressos na Alemanha.

 




Avenida Jorge Nunes. 

Casa onde viveu e faleceu o Dr. Jacinto Nunes.


Um Bom Feriado,
Carlos Guerreiro

Sem comentários:

Publicar um comentário