Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Para a Madeira, em nome do Rei

Em 1940 a Madeira foi “invadida” por cerca de 2000 gibraltinos que ocuparam a quase totalidade dos hotéis e pensões da ilha durante mais de cinco anos…

Gibraltar foi transformada em base militar e evacuada de todo o pessoal não essencial, por causa da guerra.

Cerca de 14 mil civis receberam ordem de despejo de suas casas e tomaram diversos rumos para, à guarda do Governo Britânico, esperarem pelo fim do conflito.

Os protagonistas da reportagem. 
Louis Pereira em Gibraltar e na Madeira, com amigos, no momento em que todos se alistavam no exército britânico em 1944. Louis, encontra-se atrás, à direita.
Muriel Lima, na Madeira e em Gibraltar. Na fotografia mais antiga é a criança que se encontra à frente.

 A maior parte seguiu para Inglaterra, alguns para a Jamaica e outros para a Madeira…

A Antena1 recorda amanhã esses acontecimentos e acompanha a memória de Louis Pereira e Muriel Lima, dois gibraltinos que integraram estes “refugiados” que passaram uma guerra em “ambiente de férias”…

Recorte de um jornal madeirense, pouco tempo depois da chegada dos Gibraltinos.

Trata-se, nesta fase da minha vida, da última reportagem que preparei para a Antena 1.

O trabalho, que se chama “Para a Madeira em nome do Rei” passa no programa “Este Sábado”, da jornalista Rosário Lira, que passa em antena entre as 12 e as 13 horas.

Pode ligar-se à Antena 1 AQUI.

Bom fim-de-semana
Carlos Guerreiro

Sem comentários:

Publicar um comentário