Pesquisar neste blogue

terça-feira, 19 de março de 2013

Portugal e o Holocausto em Livro

Salazar, Portugal e o Holocausto, é um novo livro que vai ser apresentado hoje, no Goethe Institut, por volta das 18.30.

A edição da obra é da Temas & Debates/ Círculo de Leitores e pode ser adquirido AQUI

A obra é um trabalho conjunto das historiadoras Irene Flunser Pimentel e Cláudia Ninhos e tenta dar pistas sobre as informações que terão chegado ao nosso país sobre o holocausto judeu e outros crimes que praticados pelo nazismo durante a Guerra.

Fica a sinopse oficial:

A amplitude dos massacres cometidos pelos nazis, responsáveis por um devastador número de mortes, tornou impossível mantê-los no desconhecimento da opinião pública. É, por isso, importante compreender o que se sabia entre os Aliados, no Vaticano e nos países neutros, incluindo em Portugal.

Quando tiveram conhecimento do genocídio que estava a ocorrer no leste europeu e que fizeram para salvar as vítimas? Se quisessem, poderiam os Aliados e os países neutros ter feito algo mais para salvar estas vítimas, perante as ameaças de que foram alvo?

A chegada das informações sobre o Holocausto passou por várias fases, desde a sua receção até à tomada, ou não, de posição.


O facto de os governos ocidentais terem recebido inúmeras informações sobre o que estava a ocorrer na Polónia e, depois, na União Soviética não implicou, contudo, que os relatos fossem aceites e compreendidos.

Ou seja, havia informação disponível, mas existiria o conhecimento necessário para que fosse compreendida? Este livro procura, afinal, dar resposta a estas, e a outras questões, em torno do envolvimento de Portugal no Holocausto.

É um livro de duas historiadoras portuguesas de gerações diferentes, com experiências e até opiniões diversas, que se têm dedicado ao estudo do relacionamento entre o Portugal de Salazar e a Alemanha de Hitler, que se juntaram em torno de uma curiosidade comum, procurando contribuir para responder a estas perguntas.

Boas leituras
Carlos Guerreiro

Sem comentários:

Publicar um comentário