Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Vilar Formoso recorda papel na guerra

No próximo fim-de-semana Vilar Formoso vai recuar no tempo e regressar ao período da II Guerra Mundial com dois espectáculos que revisitam as memórias da chegada àquela localidade fronteiriça de milhares de judeus que fugiam do conflito e procuravam em Portugal uma porta de saída da Europa para países mais seguros.

Os espectáculos terão como cenário o Largo da Estação, junto ao Polo Museológico Vilar Formoso Fronteira da Paz - Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes. No sábado, a partir das 16:30, terá lugar a representação "Setembro 1939 - A defesa de Varsóvia" e, no domingo, pelas 10:30, o público pode assistir a "Vilar Formoso - O caminho da liberdade e da esperança".

Estas representações envolvem cerca de 60 pessoas e serão feitas pela Associação Histórico Cultural Poland First To Fight e pela Associação Norland.

"Setembro 1939 - A defesa de Varsóvia" tem uma duração média de 30 minutos mostrando dez cenas que apresentam momentos diferentes da defesa de Varsóvia entre 06 e 29 de Setembro de 1939 - dias entre os quais a capital polaca foi cercada até finalmente se render.

Por seu lado a "Vilar Formoso - O caminho da liberdade e da esperança", terá uma duração de dez minutos reunindo três cenas que apresentam o caminho dos refugiados da França até Vilar Formoso: entrega de vistos pelo cônsul de Portugal; travessia da fronteira franco-espanhola; travessia da fronteira luso-espanhola.

No sábado, pelas 11:00, prepara-se também uma visita às exposições "Polónia 1939 - 1947: O preço da honra" e "Os polacos em Portugal nos anos 1940 - 1945", patentes no posto de Turismo de Vilar Formoso.

As actividades são promovidas pela Câmara Municipal de Almeida e pela Junta de Freguesia de Vilar Formoso, com a colaboração do Ayuntamineto de Fuentes de Oñoro (Espanha), das Embaixadas da República da Polónia e de Espanha, da Associação Sociocultural Tierras de Piedra e da Associação Histórico-cultural Poland First to Fight.

Sem comentários:

Publicar um comentário